Podcast #mulheresFLI$es

podcast

A nossa história, a história do Finanças no Feminino

Seria inevitável começarmos assim, quem é a Inês, quem é a Susana, de onde vieram, porque criaram os seus projetos individuais e, mais importante de tudo, como e porque é que se juntaram para dar vida a este projeto de Finanças Pessoais Femininas, que já mudou a vida de muitas mulheres.

Bem-vindas ao podcast #mulheresFLIses para mulheres financeiramente livres e independentes.

 

Clica nos links em baixo para ouvires o episódio:

Spotify

Apple Podcast

Google 

 

Capa

Dívidas boas e dívidas más

No episódio número 2 falamos sobre dívidas, um tema sensível, principalmente quando nos referimos à dívida da casa própria. Nesta conversa partilhamos contigo o que são dívidas boas (sim elas existem!), o que são dívidas más, quais são as dívidas mais perigosas e o perigo do crédito consolidado.

Bem-vindas ao podcast #mulheresFLIses para mulheres financeiramente livres e independentes.

Clica nos links em baixo para ouvires o episódio:

Spotify

Apple Podcast

Google 

 

Inês

Inês, fundadora do projeto @Mais.Que.Poupar, com mais de 10 anos de experiência na área da Banca, decidiu dedicar a sua vida profissional a mostrar-te como poupar e investir de forma descomplicada.

Porque o dinheiro nos dá poder, liberdade e opcões e porque não existe verdadeiro empoderamento feminino sem independência financeira feminina.

Com Mestrado em Finanças, Pós-graduação em Psicologia das Emoções e apaixonada por pôr o dinheiro a trabalhar para as mulheres, Inês é também Mulher e Mãe.

Quero ensinar-te que o dinheiro não tem de ser uma fonte de stress, mas uma ferramenta que te permitirá viver a vida que realmente queres.

financasnofeminino-3943
Disclaimer: Todos os conteúdos apresentados no Finanças no Feminino têm apenas fins educacionais e não constituem qualquer recomendação ou qualquer tipo de aconselhamento financeiro. As autoras da página eximem-se de qualquer responsabilidade que derive das decisões de investimento prosseguidas em função do conteúdo educativo apresentado neste website. O leitor deve recorrer a aconselhamento junto de um profissional quando o seu perfil de risco e a tipologia dos instrumentos assim o exijam.